Seguidores

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Eu Aprendi

Alexandre  ď Oliveira



A imagem pode conter: 1 pessoa, óculosE por falar nisto, eu lembrei que me vejo bem solitário, e me acostumei tanto que hoje ficar só  no meu mundinho como bem diz  aquela que sempre a encontro ao meu lado.

Eu não  estranho, ficar horas , ou dias dentro de um apartamento onde eu possa estar alegre , ou mesmo triste. Isto sem dizer para você que possa ter tudo que espero. Adaptei-me a esta vida quando saia de casa e seguia para o mundo.  Quantos hoje não fazem isto que decerto eu fazia.  Mesmo que eu não aceitasse, mas tinha que ir. Vinha par

a casa como se fosse uma visita que passa algumas horas, e logo volta para seu habitat. Comento que nunca vi uma filha, nascer. Tenho três. Eu tinha que ir para o mundo.  Minha mulher tantas vezes precisando de mim, e eu era obrigado a deixar tudo em casa. Lá  aonde eu estava  junto ao mar e céu, de vez algumas nuvens, chuva , neve, muito frio e até mesmo calor.  Hoje em dia levo uma vida mais sossegada, ajudo sempre minhas filhas. 

Levo uma prosa com uma, faço meu dever de casa com essência de carinho e amor.  Mas, mesmo assim eu não me vejo só.  Hoje uma amiga, se aproximou e perguntou para mim por que eu não interajo com as pessoas. 

E eu disse: mas como não interagir eu  converso com elas a todo momento. Eu envio algo que sai de dentro de mim, e sendo assim de repente ajudo a resolver alguma situação, quem sabe até  mesmo algo que possa esclarecer e tirar suas duvidas , pois apesar dos pesares foi nisto que me dediquei por mais de quatro anos. 

         Eu aprendi que numa conversa falamos tanto que de repente numa só  palavra tudo se esclarece, e ajuda muito alguém. Tanto que eu falo de amor, como amor fosse por bem compreendido  ante uma avassaladora paixão.


João  Pessoa  10 12 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A Caverna

Google+ Followers

Follow by Email