Seguidores

domingo, 17 de dezembro de 2017

Ao Som de Bandolins

 Alexandre d' Oliveira
Resultado de imagem para BANDOLINS  PNG
    

 Sempre gostei de levar uma vida sossegada. Nem sempre comentava sobre nada, e tinha para mim que certo eu estava.  Aprendi a ouvir os conselhos de meu pai. Mas fui para o mundo e aprendi a gostar de ouvir The Beatles e a minha música preferida era aquela que tocava alto em mim ao som de bandolins. 

E sendo assim, me deixei levar pelos versos.  E com dinheiro na mão dei formas aos meus versos e pude dizer que a minha vida é um palco iluminado, ante que eu diga que vi avante estrelas radiantes.  Sacudi a poeira e dei a volta por cima. E se muito não quis saí por aí dando voltas pelo mundo.

Hoje ainda me encontro tresloucado, tanto que já nem conheço aquele que não goste de mim.  Pois, todo dia bem cedo levanto e o que vem a minha mente é ela, a musa da minha vida. 

Por assim dizer por causa dela já cantei, chorei, e muito procurei quem possa preencher essa lacuna.  Porque na realidade lá estava ele sentado numa mesa de bar. Lá ele me contava histórias que hoje guardo na memoria e sei de cor, e nos seus olhos eram tanto brilho que mais que seu filho eu me tornei seu fã. 

 E assim o que muito toca e eu posso ouvir é a musica que ele cantava, se muito me dá motivos para estar aqui. Mas sei também que a vida nem sempre é assim e tantas vezes vejo-me a ti esperar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A Caverna

Google+ Followers

Follow by Email